Exame De Matem Tica Tempo Para Realiza O Da Prova: 2 Horas

1y ago
25 Views
1 Downloads
2.20 MB
8 Pages
Last View : 18d ago
Last Download : 7m ago
Upload by : Laura Ramon
Transcription

Provas de Acesso ao Ensino SuperiorPara Maiores de 23 AnosCandidatura de 2014Exame de MatemáticaTempo para realização da prova: 2 horasTolerância: 30 minutosMaterial necessário: Material de escrita. Máquina de calcular cientı́fica (não gráfica).A prova é constituı́da por dois grupos, I e II. O grupo I inclui 7 questões de escolha múltipla.– Para cada uma delas, são indicadas quatro alternativas, das quais apenas umaestá correta.– Se apresentar mais do que uma resposta ou se a resposta for ilegı́vel, a questãoserá anulada.– Não apresente cálculos nem justificações.– Escreva na folha de respostas apenas a letra correspondente à alternativaque considera correta. O grupo II inclui 4 questões de resposta aberta.– Nas questões deste grupo apresente de forma clara o seu raciocı́nio, indicandotodos os cálculos que efetuar e todas as justificações necessárias.CotaçõesGrupo I . 70Cada resposta certa .10Grupo II .1301. .203. .451.1.53.1.151.2.103.2.101.3.53.3.202. .304. .352.1.154.1.152.2.101/14.2.202.3.51/8

FormulárioÁrea de figuras planas:Base Altura2 Triângulo: Losango:Diagonal M aior Diagonal M enor2 Trapézio:Base M aior Base M enor Altura2 Cı́rculo: πr2 ; r raioPerı́metro de figuras planas: Circunferência: 2πr; r raioVolumes: Paralelepı́pedo retângulo: Área da base Altura Pirâmide: Cone: Esfera:1 Área da Base Altura31 Área da Base Altura34 3πr ; r raio3Progressões:Termo de ordem n de uma progressão de razão r: Aritmética: un u1 (n 1)r Geométrica: un u1 rn 1Soma dos n primeiros termos de uma progressão de termo geral un e razão r:u1 un Aritmética: Sn n21 rn Geométrica: Sn u1 (r 6 1)1 rRegras de Derivação:u0cos2 u (u v)0 u0 v 0 (un )0 nun 1 u0 (tg u)0 (uv)0 u0 v uv 0 (sen u)0 u0 cos u (eu )0 u0 eu (cos u)0 u0 sen u (ln u)0 ( uv )0 u0 v uv 0v2u0u2/8

Razões Trigonométricas de Ângulos Agudos:αsen αcos αtg α0o01030o12 45o60o90o 22 3233 223212101 3-Fórmulas trigonométricas sen(2x) 2 sen x cos x cos(2x) cos2 x sen2 x tg(2x) 2 tg x1 tg2 x3/8

Grupo I1. Na figura está representada parte do gráfico de uma função f , de domı́nio REm qual das figuras seguintes poderá estar representada parte dos gráficos de duasfunções, g e h, de domı́nio R, tais que f g h?(A)(B)(C)(D)2. Seis quadrados de lado formam a figuraO perı́metro do triângulo [BEC] é: (A) (2 5 8) (B) (3 5 2 2) (C) (3 8 2) (D) (3 3 2 5) 4/8

3. Uma instituição bancária oferece uma taxa de juro de 5% ao ano para depósitosnuma certa modalidade, com capitalização de juros, isto é, no final de cada ano, ojuro obtido é adicionado ao capital existente, sendo a taxa de juro, no ano seguinte,aplicada sobre esse valor.Um cliente desse banco fez um depósito de 4 000 euros, nessa modalidade.Qual é, em euros, o capital desse cliente, relativo a esse depósito, passados 6 anos?(A) 5240.24(B) 5360.38(C) 5435.72(D) 5105.134. Seja f a função definida em R por f (x) ln(x). Então f ( xe ) f (ex) é igual a:(A) ln(C) 1ex ex (B) lnex ln(ex)(D) 25. Na figura seguinte está representada parte da representação gráfica de uma funçãog, de domı́nio R \ {0}.Qual das figuras seguintes poderá ser parte da representação gráfica da função g 0 ,derivada de g?(A)(B)(C)(D)5/8

6. A derivada da função h, definida por h(x) (A)1 sen xcos x(B) (C)1 sen xcos2 x(D)cos x, é:1 sen x1(1 sen x)211 sen x 11 3 obtém-se:7. Simplificando-se a expressão 273 4 3 32 3 3(B)(A)93 (D) 4 3 13(C) 3 136/8

parte do gráfico de uma função afim g .Qual das seguintes condições pode ter como conjunto solução o conjunto?Grupo II(A) f ( x) g ( x) 0f ( x)0(C)seguinteg ( xsequência)(B) f ( x) g ( x) 0( f gos)( x) três0(D) que1. Considere ade figuras, emprimeiros termos estãorepresentados abaixo. O quadrado tem 2 cm de lado.5. Considere a seguinte sequência de figuras em que o quadrado tem 2 cm de lado.Em cadaSejaa sucessão dos valores das área brancas nas diversas figuras.Otermogeraldasucessãoé:quadrado da sequência,todosos cı́rculos sombreados têm o(A)(B)(C)mesmo raio.(D)1.1. Indique o número de cı́rculos sombreados na 5a figura da sequência.1.2. Seja an a sucessão do valor da áreade cada cı́rculo colorido em cada uma2ª PARTEApresenteDetermineo seu raciocínioodeforma clara,indicandocálculos efectuadose as justificaçõesdas figuras.termogeralda ossucessãoan .necessárias.não é indicadaa aproximaçãoque se brancaspede para umpretende-se1.3. Seja bnQuandoa sucessãodos valoresdas áreasnasresultado,diversasfiguras.o valorDetermineexacto.o termo geral da sucessão bn .1. Num certo dia, uma localidade foi invadida por uma praga de insectos.Verificou-seque o númerode insectosmilhares,com o ilustratempo t, emmeses,2. Pretende-seconstruirum jardimjunto ,aemumlago, evoluiuconformea figura.até serem exterminados de acordo com o seguinte modelo matemático: Três lados do jardim confinam com o lago e os outros três ficam definidos poruma rede. OsInternet:ladosconsecutivos do jardim têm de ser sempre perpendiculares.www.xkmat.pt.toPágina 2/ 5 As dimensões indicadas na figura estão expressas em metros. Tal como a figura mostra, x é a medida, em metros, de um dos lados do jardim. Vão ser utilizados, na totalidade, 100 metros de rede.Lago10 mRede20 mJardimRedexRede2.1. Mostre que a área do jardim, em m2 , é dada em função de x por:f (x) 2x2 40x 1400.2.2. Sem recorrer à calculadora, determine:a) o valor de x para o qual é máxima a área do jardim;b) a área máxima.7/8

3. A pedido de um dos clientes, um fabricante tem de construir peças metálicas deárea máxima com a forma de um trapézio, em que AB BC CD 2 dm.Designando por θ a medida da amplitude (em radianos) do ângulo ADC, onde θ 0, π2 :3.1. Exprima a altura h do trapézio e o comprimento da base maior do trapézio emfunção de θ.3.2. Mostre que a área A(θ) do trapézio é dada, em dm2 , por:A(θ) 4 sen θ 2 sen(2θ).3.3. Determine o valor de θ para o qual a área do trapézio é máxima e calcule essaárea.4. Num lago onde não havia peixes, introduziram-se, num determinado momento, alguns peixes. Admita que, t anos depois, o número de peixes existentes no lago édado aproximadamente por2000f (t) 1 ke 0,13tonde k designa um número real.4.1. Determine o valor de k, supondo que foram introduzidos 100 peixes no lago.4.2. Admita agora que k 24. Sem recorrer à calculadora, a não ser paraefetuar cálculos numéricos, resolva analiticamente o problema:Ao fim de quantos anos o número de peixes no lago atinge o meio milhar?Apresente o resultado arredondado às unidades.Notas:1) Se em cálculos intermédios proceder a arredondamentos, conserve no mı́nimotrês casas decimais.2) Apresente os cálculos efetuados.FIM8/8

Candidatura de 201 4 Exame de Matem tica . M aquina de calcular cient ca (n ao gr a ca). A prova e constitu da por dois grupos, I e II. O grupo I inclui 7 quest oes de escolha mul tipla. { Para cada uma delas, s ao indicadas quatro alternativas, das quais apenas uma . Tr es lados do jardim con nam com o lago e os outros tr es cam de nidos .

Related Documents:

de discuss es matem tica s no ensino da çlgebra . Pr ticas de discuss o matem tica e conhecimento did tico As aula s de Matem tica , onde os alunos s o incentivados a partilhar as suas ideias, a

Double-press the bottom-right footswitch to engage the Tap Tempo feature. Keep pressing to modify the tempo value. Preset Scene Global TYPE 110 TEMPO [BPM] The Tempo BPM is saved when the preset is saved. Each preset can have its own tempo BPM. Preset tempo Tap Tempo Done 110 Tuner Done-50 0 50 Ab A Bb 0 INPUT Input 1 440 FREQ [Hz] Tap Tempo

Portuguesa de Matem atica, com o prop osito de desenvolver um estudo de ele-mentos do sistema educativo portuguˆes a luz dos sistemas educativos espanhol, belga frac ofono e inglˆes. Coube a Sociedade Portuguesa de Matem atica estudar o que se refere ao ensino das disciplinas de matem atica dos ultimos seis anos de

BOLET N: fiLAS MATEM TICAS EN LA ENSEÑANZA MEDIAfl Nœmero 40 aæo 4 20 de junio de 2006 ISSN 1688-2563 www.matematicaparatodos.com URUGUAY Montanaro ARGENTINA LICENCIATURA EN ENSEÑANZA DE LA MATEM TICA UNIVERSIDAD TECNOLÓGICA NACIONAL Œ FACULTAD REGIONAL SAN NICOL S INSTITUTO SUPERIOR DEL PROFESORADO N 3 fiE.

Matem tica e Matem tica Financeira Assunto Quant. De Quest es Percentual Juros e Descontos compostos 23 17,3% Sistemas de Amortiza o 15 11,3% An lise de Investimentos 12 9% Juros e Descontos Simples 10 7,5% Proporcionalidade 10 7,5% Equival ncia de Capitais 9 6,8% An lise Combinat ria 7 5,3%

para a constru o de uma imagem mais positiva da matem tica e permitir a compreens o da liga o entre a matem tica e o mundo onde vivemos. Palhares e Mamede (2002) consideram que importante explora r difere ntes representa es do mesmo padr o, de modo a que as crian as consigam fazer

habilidade Matem!tica. Os resultados de desempenho em Matem!tica mostram um rendimento geral insatisfat rio, pois os percentuais em sua maioria situam-se abaixo de 50*. Ao indicarem um rendimento melhor nas quest&es classificadas como d e compreens o de conceitos do que nas de conhecimento

Instituto de Matem a tica Pura e Aplicada . na o-observa veis em quest ao. O processo de otimiza ca o utilizado visa maximizar a . similhanc a que posteriormente e maximizada atrav es de um processo de otimiza cao, chegando-se nos paraˆmetros o timos.

achievement reaches the international advanced level. In 2018, TICA merged and acquired an OFC central air conditioning enterprise . TICA's excellent system integration capability and the world-class OFC water chillers help increase the integrated COP of the efficient equipment room to 6.7 to 7.0. TICA---We're striving.

achievement reaches the international advanced level. In 2018, TICA merged and acquired an OFC central air conditioning enterprise . TICA's excellent system integration capability and the OFC water chillers help increase the integrated COP of the efficient equipment room to 6.7 to 7.0. TICA---We're striving.

Saraiva, Renato Como se preparar para a 2.ª fase Exame de Ordem: trabalho / Renato Saraiva [coordenação Vauledir Ribeiro Santos]. – 8. ed. – Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: MÉTODO, 2012. (Como se preparar para o Exame de Ordem). Inclui bibliografia ISBN 978-85-309-4610-4 1. Ordem dos Advogados do Brasil – Exames – Guias de .

O rganiza o e tratamento de dados na aula de Matem tica . informa o com o fim de responder s quest es, de modo que eles aprendam quando e como tomar decis es baseando -se em dados (p. 127). 230 XXV SIEM!! R eflex o sobre a pr tica

Considera es finais Utilizar o jogo como recurso did tico uma forma de associar teoria pr tica. um recurso interessante e eficiente que permite uma rela o mais pr xima da matem tica com o dia-a-dia do aluno. Para Micotti, Òa

Mec anica Anal tica Universidad de Granada 5o curso de matem aticas Dr. Bert Janssen Departamento de F sica Te orica y d

Geom. Anal tica I Respostas do M odulo I - Aula 10 1 Geometria Anal tica I 10/05/2011 Respostas dos Exerc c

TICA has established a global strategic joint venture with United Technologies Corporation (UTC) whose businesses include the world's most advanced Pratt & . TICA water-cooled flooded screw chiller has a compact design, using flooded evaporator and twin semi hermetic screw comperssor. Also, it is . COP 5.80 5.83 5.85 5.80 5.81 5.84 5.83 5 .

Seis casos de pacientes com resultados positivos para células neoplásicas no LCR, diagnosticados durante a execução do exame de rotina, constituem a casuística deste trabalho. Em apenas um caso havia suspeita clínica de envolvimento do sistema nervoso por neoplasia, em paciento com leucose lin

humano para a investigação de cada sistema. Os métodos propedêuticos inspeção, palpação, percussão e ausculta contribuem para a identificação dos sinais e sintomas de normalidade e anormalidade. Os principais instrumentos utilizados para a execução do exame físico são o estetoscópio

livro do estudante livro do estudante ensino fundamental histÓria e geografia exame nacional para certificaÇÃo de competÊncia de jovens e adultos exame nacional para certificaÇÃo de competÊncia de jovens e adult

n Flute, Jazz Flute* n Oboe n Clarinet, Jazz Clarinet* n Bassoon n Saxophone, Jazz Sax* Grades 1–8: Instrumental and singing exams Practical syllabuses are available in over 35 subjects, from Piano to Percussion, and from Harpsichord to Horn. There is a separate Jazz syllabus for Flute, Clarinet, Sax, Trumpet, Trombone, Piano and Ensembles.